missão
ARS é uma estrutura de investigação multidisciplinar que origina o encontro de gente – com foco na emergência artística e científica – empenhada em pensar e agir, integrando transversalmente experiências e conhecimentos em diversas áreas do saber. Acolhe projectos de carácter inovador que revelem ligações da Cultura-Património com a criatividade, promovendo o seu entrosamento com a contemporaneidade. Promove práticas democráticas e de cidadania ligadas à cultura, expressando a abrangência de toda a realidade cultural do território, com especial atenção das populações rurais.
Investigar

Exposição 'assimilação' inaugura a 14 de abril no Espaço Pontes, Fundão
próximos eventos
Sobre
 

Génese

A pós-modernidade é caracterizada pela velocidade e fluidez das transformações, o ser humano tem de se adaptar constantemente, impedir que os seus modos de agir se consolidem em hábitos e procedimentos. Estas realidades transitórias geram todo o tipo de instabilidades, como a fragilidade das regras, normas e procedimentos. Existe um novo paradigma científico, cujos pressupostos são a complexidade, a instabilidade e a intersubjectividade. É fundamental haver um conhecimento do todo, de modo a permitir a análise do mesmo. É preciso trabalhar com múltiplas versões da realidade, diferentes domínios de elucidações em interdisciplinaridade. É imprescindível ver e lidar com a complexidade do mundo em todos os seus níveis. A simplificação obscurece. É necessária uma atitude de integração do objecto no seu contexto, colocando o foco nas inter-relações existentes entre os fenómenos e entendendo que a causalidade do mundo complexo não é linear e unidireccional, mas circular e recursiva. Toda a aprendizagem é fatalmente provisória, inacabada e incompleta, a questionação é permanente, a demanda exige-se contínua. O conhecimento é uma construção a ser desenvolvida junto com a subjectividade da arte, em espaços consensuais e por diferentes agentes.


Direcção artística


 

Uma Estrutura, um Ecossistema, um Território

Estrutura de Investigação ARS é uma estrutura de investigação multidisciplinar que origina o encontro de gente – com foco na emergência artística e científica – empenhada em pensar e agir, integrando transversalmente experiências e conhecimentos em diversas áreas do saber. Promovemos a contemporaneidade, fomentando a investigação artística e científica, num trabalho articulado com a Comunidade, as Escolas e a Universidade, estabelecendo assim uma ligação efectiva entre Arte, Educação, Ciência e Cultura. Ecossistema de Aprendizagem ARS é essencialmente um ecossistema de aprendizagem nos diferentes campos de experiência Artística, Científica, Social e Política. Unidades de Investigação acolhem Laboratórios de pesquisa artística e científica cruzando diferentes áreas do conhecimento, no sentido de compreender as múltiplas relações entre o indivíduo e a natureza ao longo do tempo, partindo do seu legado histórico ao presente, num compromisso socio-ambiental no sentido de um futuro sustentável cada vez mais amplo. Estes Laboratórios compreendem linhas de investigação autónomas com requisitos e especificidades singulares para a experimentação, que se assinalam por matérias próprias com as mais diversas características e métodos de aprendizagem únicos. Incentiva-se a descoberta de novas práticas e de novas teorias sempre assentes na singularidade das matérias e das experiências que elas promovem.


Território das Beiras e Serra da Estrela

A Estrutura de investigação instala-se no “Território das Beiras e Serra da Estrela”, implementando um conjunto de práticas culturais transgeracionais que percorrem cinco municípios. Este projecto pretende desenvolver um “ecossistema” sustentável com as diferentes comunidades no centro do processo, onde o binómio inovação – integração é nuclear. Neste quadro de exigências, construímos um projecto acessível a todos, que funciona durante todo o ano, com actividades específicas para diferentes públicos, a várias velocidades, e que incrementa a permanência das comunidades por via dos seus activos culturais. Em parcerias estabelecidas com os Municípios do Fundão, da Guarda, de Belmonte e de Celorico-da-Beira fundámos cinco Unidades de Investigação no território.


 

Acção do Projecto

A acção do projecto passa fundamentalmente pela realização de actividades nos domínios da Criação e Investigação Artística e Científica, Aprendizagem, Inovação Social e Capacitação de Públicos articuladas em linhas de orientação:


– Aprendizagem . Cursos Avançado, Pós-Graduações, Aprendizagem Informal e Escolas.


– Experiência . Projectos teórico-práticos em tutoria de inovação e desenvolvimento, articulados com meios institucionais e privados para integração na Vida Activa.


– Investigação . Projectos multidisciplinares de pesquisa e criação e Seminários de investigação artística


- Seminário Zero.


– Promoção e divulgação . Apresentações públicas, conferências, oficinas abertas, exposições, performances e edição. O plano de actividades deste projecto implica uma grande diversidade de práticas democráticas e de cidadania ligadas à cultura, expressando a abrangência de toda a realidade cultural do território, com especial atenção das populações rurais. Por outro lado, o carácter inovador dos projectos revela-se nas ligações da Cultura-Património com a criatividade, promovendo o seu entrosamento com a contemporaneidade. Este projecto está totalmente alinhado com a Estratégia Regional de Cultura 2030 da Direcção Regional da Cultura do Centro.

Morada
 

Espaço Biblos - Sede do Projecto ARS

Rua dos Bombeiros Voluntários, n.1 e 5

6230 - 422 Fundão

 

Espaço Pontes

Rua João Franco n 33

6230 Fundão
Contacto
 

Qualquer dúvida ou questão estamos por aqui!

+351 275 097 151

 

+351 934 242 828 . Carlos Fernandes (Direção Geral) . carlos.f@ars-id.org

+351 963 283 383 . Flávio Delgado (Produção) . flaviodelgado@ars-id.org

+351 913 825 595 . Ana Rodrigues (Design e Comunicação) . comunicacao@ars-id.org

+351 913 105 653 . Ana Couto (Programação) . anacouto@ars-id.org